10 de fev de 2013

Colocando a mão na massa


   Desde que me mudei e comecei a pequena obra em minha casa, diversas pessoas vieram me procurar pedindo dicas e perguntando como eu estava fazendo tudo, sozinha. Para facilitar, coloco o tutorial aqui:

1-) Identificando o problema

     Minha parede tinha uma espécie de "saco de ar", que é quando a massa por baixo começa a ficar velha e a inchar; com o tempo, tende a rachar e a cair em pedaços. Como eu queria pintá-la, não faria sentido passar uma nova tinta por cima para daqui a pouco ter que fazer tudo de novo, pois certamente aquele pedaço iria cair.

2-) Comprando o material certo

     Para resolver meu problema eu teria que raspar, passar massa e lixar. Junto com a pintura, consegui um orçamento de R$700,00 - me desculpem, mas eu não podia nem queria pagar esse valor por um quarto e sala! Assim, fui direto numa loja de material de tintas já com o que eu precisava em mente, mas é sempre bom pedir uma ajudinha aos vendedores, eles podem lhe dar dicas importantes - e, afinal, quem não gosta de ajudar uma pobre moça que não sabe o que está fazendo? Então, suba no salto e faça cara de confusa, mas não se deixe enganar! Vá já sabendo do que precisa: lixa, espátula, massa de correr e empenadeira.

3-) Prepare-se

    Antes de começar a destruição, certifique-se de vestir roupas confortáveis e que possam ser sujadas, além de, claro, estar devidamente maquiada. É sério, faz toda diferença! Quando você der um intervalo para lavar as mãos e se olhar no espelho, vai dar graças a Deus por estar minimamente arrumada, apesar de toda sujeira por cima. Se quiser, pode usar luvas na obra, mas elas mais atrapalham do que ajudam.

4-) Destruindo tudo

    Eu usei a empenadeira, mas acho que o certo é a espátula. Com a ponta, fure o "saco de ar" e comece a raspar tudo, até que chegue a parte da superfície em que não precisa mais, por estar dura.  Não se preocupe, você vai saber quando chegar lá.
     Abrir uma lata de tinta ou massa corrida não é fácil! Quando chegou o momento, me dei conta de que eu não sabia como fazer e nem tinha as ferramentas necessárias, então eu parei e joguei no Google para pesquisar. Na falta de chave-de-fenda, usei a própria espátula. Atenção! Procedimento não recomendável se você for uma pessoa desastrada, pois a espátula quebra facilmente e um pedacinho daquele metal pode voar e causar sérios danos. Eu a usei porque era o que eu tinha e era de madrugada, assim, fui levantando todas as bordas da lata até que um dos lados ceda e você consiga abri-la.
      A espátula vai servir para pegar a massa da lata e colocá-la na empenadeira; com esta, espalhe a massa pela parede com força moderada e de modo a tampar todos os buracos e imperfeições que houver.  Não se preocupe se não ficar 100% perfeito - depois fica.
     O ideal é deixar a massa secar por pelo menos 24hs, mas isso vai depender das condições climáticas da cidade.
     Depois de seco, vem a hora de lixar. Certifique-se de que todos os objetos no ambiente estejam bem cobertos e protegidos, porque a poeira produzida ao lixar é muito chata de limpar depois.
     Com a lixa (que é um papel normal, desses que a gente usava na escola), pressione-a em movimentos aleatórios sobre as imperfeições da massa até que a superfície se torne lisa e  homogênea. Seu braço vai cansar, mas uma folha rende bastante, então, continue! Terminado o serviço, passe um pano seco pela parede, para tirar o excesso de pó que tenha ficado.
     Pronto! Agora você já tem uma parede restaurada! Agora é hora de limpar tudo, varrer o chão, tomar um bom banho e descansar!

Artigos Relacionados

0 comentários: